Conheça mais sobre Joerg Bruder

 
 
JOERG BRUDER | 1937 - 1973

Joerg Bruder

11 vezes campeão paulista de Finn
8 vezes campeão brasileiro de Finn
3 vezes campeão sul americano de Finn
3 vezes campeão mundial de Finn
2 vezes campeão nos Jogos Pan-americanos de Finn
5 vezes campeão paulista de Star
1 vez vice-campeão mundial de Star

Joerg Bruder nasceu em São Paulo no dia 16 de novembro de 1937, filho de Heinz e Ruth Bruder.

Diplomou-se em Geologia pela USP e passou a dar aulas nesta mesma Universidade.

Era sócio benemérito do Yatch Club Paulista na represa de Guarapiranga, onde se preparava para os campeonatos nacionais e internacionais.

Começou a velejar aos cinco anos de idade e sua primeira participação em regatas foi em 1959. Em 1962 já competia na classe Finn. Sempre desenvolvendo novas concepções, conseguiu tornar-se rapidamente um campeão.

Foi tri-campeão do mundo e quando viajava para tentar a conquista do tetra, em campeonato em que era favorito ao título, ocorreu o lamentável acidente que abalou a todos.

Deixou na memória de sua esposa Maria Lúcia e seus filhos Thomas e Geórgia, a imagem de um companheiro afetuoso, vitorioso e forte.

Bruder foi um atleta que o mundo todo aprendeu a admirar e respeitar, não somente como campeão, mas também como pessoa, porque se tratava de um ser versátil, dedicado e com um grande espírito de luta.

Quem conheceu Joerg Bruder de perto, num barco, numa raia, teve o grande privilégio de chegar perto de um shomem de raríssima qualidade.

Alguns até comentavam: "Bruder não precisa de bússola e cheira o vento de longe". Para conseguir uma boa colocação era só ir atrás dele, fazer exatamente o que ele fazia. Até parecia que Bruder não errava nunca.

Seus melhores adversários comentaram a seu respeito: "Bruder era o mestre do iatismo na época, em todos os aspectos: tática, estratégia, psicologia e velocidade. Demonstrou a todos que competiam com ele as atitudes mentais para o sucesso no iatismo...." e na vida, acrescentaríamos.

Joerg Bruder, "Neguinho", BL3, continuam vivos nos corações amantes da vela e do mar.

Referência: Revista Mar - Junho de 1983

quemsomosbruder quemsomosbruder1